Curiosidades de Psicologia Clínica

Fevereiro 22, 2018

Quando procurar um psicólogo:

  • quando se sentir deprimido, angustiado, stressado ou ansioso
  • com dificuldade no relacionamento social
  • em fase de sofrimento ou de difícil transição
  • quando não conseguir lidar com as próprias emoções
  • quando estiver passando por perdas, lutos ou separações
  • quando busca autoconhecimento
  • quando sente que precisa de ajuda mesmo sem motivo aparente
  • quando tiver transtornos alimentares, obsessões, manias, compulsões ou fobias

 

7 dicas que ajudam na manutenção da saúde emocional:

  • movimente-se
  • quebre rotinas
  • reserve alguns minutos para si todos os dias
  • presenteie-se sempre que possível
  • diminua expectativas
  • socialize
  • seja grato

 

A criança pode apresentar alguns dos seguintes sintomas:
✏️ Baixo rendimento escolar
✏️ Dificuldade em interagir
✏️ Agitação excessiva
✏️ Dor na perda de um familiar ou divórcio dos pais
Entre outros…

A psicologia clínica poderá ajudar a ultrapassar esses problemas

poor-2061337__340

 

10 dicas para se manter motivado:

  • acredite em você
  • não desista de lutar
  • tenha sonhos
  • aprenda com os erros
  • pratique atividades que o façam feliz
  • reserve tempo para refletir
  • pense positivo
  • estabeleça metas
  • não reclame, busque soluções
  • comemore os sucessos

 

 

autoestima

A baixa auto-estima é a origem de muitos distúrbios psicológicos, desde a infância até à vida adulta.

Esta pode levar à inibição nos relacionamentos, a pensamentos e emoções negativos assim como pode ser prejudicial na vida escolar e/ou profissional do indivíduo.

A psicologia clínica permite a identificação do padrão de pensamentos e comportamentos negativos do paciente bem como promove a sua mudança, com o principal objetivo o aumento da autoconfiança

 

ANSIEDADE

As perturbações de ansiedade são atualmente muito frequentes, quando esta se torna excessiva altera o raciocínio, o desempenho e as atividades do indivíduo.

Os sintomas mais habituais são: a aceleração do ritmo cardíaco, aperto no peito, alterações respiratórias, tremores, entre outros.

Se apresentar episódios ansiosos frequentes, procure ajuda de um psicólogo clínico.

3

 

Superar o Luto

A morte faz parte do ciclo da vida, não sendo, no entanto, um acontecimento fácil de superar.

Em alguns casos, o sofrimento durante o processo de luto pode levar à aparição de distúrbios psicológicos tais como transtornos de ansiedade, de humor, depressão, etc.

Assim, é fundamental estar atento aos sintomas persistentes e procurar ajuda de um psicólogo clínico.luto

Dia 11 de Outubro é dia mundial da Obesidade
Esta doença não é considerada uma patologia psiquiátrica ao contrário da anorexia e bulimia nervosa. No entanto, costuma estar associada a transtornos psicopatológicos.
De facto, de acordo com os estudos científicos e dados clínicos, os indivíduos com excesso de peso tendem a sofrer consequências psicológicas, tais como, dificuldades emocionais e sociais, timidez, baixa capacidade de habilidades sociais e baixa autoestima, transtornos de humor (depressão por exemplo), alteração da imagem corporal e ansiedade.
Neste âmbito, o acompanhamento psicológico permitirá a compreensão do comportamento alimentar, o desenvolvimento de estratégias para lidar com as problemáticas citadas anteriormente, possibilitando ainda a reestruturação emocional do paciente.

obesidade

 

Estado psicológico após as férias:

Com o final das férias é frequente sentirmo-nos melancólicos ou ansiosos com o regresso à rotina do trabalho ou da escola. Pode ser vivido com mal-estar, traduzindo-se por:

  • cansaço
  • insónia
  • preocupação
  • ansiedade excessiva
  • dificuldades de concentração
  • entre muitos outros sintomas

No entanto, a psicologia propõe várias estratégias de auxílio à readaptação ao ritmo de trabalho com por exemplo:

  • reajuste os seus horários e ritmos com antecedência
  • programe atividades para os fins-de-semana
  • mantenha-se ativo fazendo exercício físico (por ex. caminhadas ao fim do dia)
  • controle a ansiedade através de exercícios de relaxamento
  • pense a longo prazo (planos para os próximos períodos de pausa ou férias)
  • estipule novos objetivos para o trabalho pessoal

Se os sintomas persistirem após 3 semanas de trabalho, procure o seu médico ou consulte um psicólogo pois retomar o trabalho ou iniciar as aulas após as férias pode ser perturbador mas por vezes é necessária uma ajuda para ultrapassar esse recomeço.